Você está Visitando o site Weizur Brasil. Veja informações sobre todas filiais aqui.

Notícias

BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO DE LEITE

BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO DE LEITE

Muito além de garantir apenas a inocuidade do leite, as boas práticas agropecuárias abrangem diferentes aspectos, que direta ou indiretamente, de modo rápido ou não, podem interferir na capacidade de produção e manutenção dos distintos processos de produção. Com isso, a atividade deve ser vista além do volume e da qualidade do leite, com a fazenda avaliada como uma unidade, onde a deficiência de seus vértices irá impactar diretamente na própria sustentabilidade.

As boas práticas na produção de leite permeiam a implementação de procedimentos apropriados nas suas distintas fases. Tais práticas devem assegurar que o leite e os seus derivados sejam seguros e adequados para o uso a que se destinam e, também, que a propriedade continuará viável sob a tríade econômica, social e ambiental.

Entre todos os fatores da produção de leite, o aspecto humano é sempre de forte impacto. As pessoas envolvidas determinam sucesso ou insucesso. Ponto crucial é ter o comprometimento dos envolvidos. Inserir garantia de cumprimento de requisitos de boas práticas, na cultura da propriedade é transformar a qualidade em um valor para todos, e convencer de que a mudança gera benefícios.

Considera-se que o desafio do gerenciamento da equipe está em conscientizar os funcionários quanto à importância da aplicação de boas práticas e que estas beneficiam a todos, não somente a produção e manejo, mas também os colaboradores envolvidos no processo. Uma das formas é identificar potenciais e buscar que os colaboradores atuem nos segmentos que mais possuem afinidades.

Há necessidade de desenvolvimento de uma cultura adequada, definindo o “cliente” para cada funcionário. As atividades devem ser claras e preferencialmente escritas, sendo que cada um deve conhecer e executar seu papel. A indicação de um “cliente” serve para direcionar o colaborador para suas responsabilidades, ou seja, ele tem um produto ou serviço a entregar. Este cliente pode ser interno, quando se tratar dos próprios funcionários sendo que o seu trabalho depende do bom desempenho do outro, ou externo, pessoas ou empresas que adquirem o produto.

 

Fonte: Balde Branco

Voltar